14.1 C
Cachoeira do Sul
24 de junho de 2022
Diocese de Cachoeira do Sul

O INVEJOSO

O INVEJOSO

Mons. Elcy

 O invejoso é um pária social, causador de muitos martírios, até do filho de Deus. O invejoso não caminha, rasteja. Não avalia, condena. Não ama, explora. A falsidade revela seu modo de ser. Diante do inocente deturpa a verdade e desfaz o sucesso alheio. Mostra-se frustrado desejando que o bem-sucedido seja execrado para não lhe fazer sombra.

O invejoso é falso; mascara a verdade de quem é capaz, competente, cresce e se realiza em seus empreendimentos. É mentiroso, capaz de vituperar a história, pela sua própria cegueira, que não quer ver a verdade ou só vê a que quer. É covarde e se esconde no “me contaram” para diminuir e caluniar a quem inveja.

O pai da mentira, da falsidade e da covardia é o demônio e, o invejoso, é seu sequaz. O diabo inveja os humanos porque tomarão o lugar que perdeu, quando expulso do paraíso. O apóstolo do capeta faz as vezes dele massacrando a parceria, se isolando!

Quando os bispos da América do Sul e Caribe, se reuniram em Puebla, no México, declararam que os três demônios, que tentam a humanidade, são o poder, o prazer e a riqueza; esqueceram um quarto demônio (penso eu), a inveja! Esta, certamente está inserida nos outros três.

Foi por inveja que o demônio foi expulso do céu e tentou Eva e Adão. Foi por inveja que Caim matou Abel. Foi por inveja que Herodes mandou matar as crianças de Belém. Foi por inveja que Jesus foi condenado e morto na cruz.

É por inveja que as famílias se desfazem. É por inveja que as nações concretizam as guerras. É por inveja que o ladrão assalta casas e pessoas.

A inveja é como um câncer: Vai invadindo e destruindo o tecido espiritual e social da humanidade

Artigos relacionados