14.4 C
Cachoeira do Sul
10 de agosto de 2020
Portal da Diocese de Cachoeira do Sul Rs

O MEDO DO DESCONHECIDO

O MEDO DO DESCONHECIDO

Mons. Elcy

O desconhecido nos assusta e nos tira a segurança necessária à nossa estabilidade. A Segurança faz parte dos nosso sonhos e a estabilidade física, moral, espiritual e social, além da política e econômica vertebram nossa busca contínua da felicidade.
Quando nossa inteligência lógica não deduz através de premissas verificáveis e conhecidas, nos resta a fé, cuja segurança se baseia, não nos nossos conhecimentos, mas de alguém superior e infalível.
No caminho do conhecimento, na busca da verdade, somos tentados por sofismas que se transvestem de veracidade, levando muitos à uma vida guiada por fanatismos e fundamentalismos, atentando contra a vida sonhada por Deus, a nós humanos!
A verdade não é uma ideologia, nem uma soma de alguns conhecimentos; é uma pessoa que não engana nem se engana no conhecimento que transmite. Para nós, que professamos o cristianismo, a verdade, tem nome: Jesus. Ele garantiu, como Filho de Deus, ser o caminho, a verdade e a vida. Ele é a pedra angular, do edifício relacional, capaz de conferir a segurança necessária para nos moldar razoáveis, numa razão que se fundamenta nele.
O profetismo se caracteriza, além de ensinar o que o mestre ensinou, de denunciar o que denunciou, também: de saber ler os sinais dos tempo à luz da Palavra de Deus. A Bíblia Sagrada tem a resposta necessária para cada enigma que atravanca nossa inteligência lógica.
Começa-se perguntando: O que Deus quer de mim diante desta pandemia que dizima a humanidade? A resposta você deduzirá na Leitura Orante das páginas sagradas; as trevas do seu medo, da sua insegurança sucumbirão à luz que que receberá do Espírito do Senhor.
Eu creio nisso!

Artigos relacionados