15.5 C
Cachoeira do Sul
31 de maio de 2020
Portal da Diocese de Cachoeira do Sul Rs

MENSAGEM PASCOAL

PÁSCOA É RESSURREIÇÃO

Dom Edson de Mello – Bispo diocesano

Estamos chegamos ao grande dia do ano, a Páscoa da Ressurreição do Senhor (Este é o dia que o Senhor fez para nós, alegremo-nos e nele exultemos). Jesus Cristo vence as trevas da morte e nos concede a vida plena em Deus. Ele é o Deus da vida. Apesar de celebrarmos esta Páscoa na excepcionalidade do momento presente, não será menos intensa, e quem sabe, com mais fervor e sentido.

Uma certeza e garantia nós temos; Deus nunca desiste de nós. Mesmo com as incompreensões do mundo, com as misérias humanas, com nossas infidelidades e traições, Ele nos ama, num amor incondicional, capaz de oferecer seu Filho amado, como sacrifício perfeito e santo, para a nossa redenção.

“De fato, Deus amou tanto o mundo, que deu seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele.” (Jo 3,16-17)

O Papa Francisco em recente mensagem às famílias do mundo inteiro conclamando-as a reavivar a fé a esperança em Jesus Cristo. Não uma esperança iludida, mas uma esperança viva de que em breve, este momento insólito pelo qual o mundo todo está passando, há de torná-lo melhor, com uma humanidade melhor.

Mesmo que tenhamos dias ainda muito difíceis pela frente, sigamos o exemplo de nosso Mestre e Senhor. O Filho eterno, o Filho que viveu sempre na intimidade do Pai, o Filho infinitamente amado pelo Pai, no seu caminho neste mundo, aprendeu a descobrir, cada dia, a vontade do seu Pai e a ela obedecer!

Mais ainda: esta obediência lhe custou lágrimas e sofrimento. É impressionante pensarmos, mas toda a vida do Filho de Deus neste mundo foi uma busca pobre e obediente da vontade do Pai, entre clamor e lágrimas. Vimo-Lo de modo dramático no Horto da Agonia: “Abba! Ó Pai! Tudo é possível para ti: afasta de mim este cálice; porém não o que eu quero, mas o que tu queres!” (Mc 14,36). Assim Ele permaneceu irredutível no seu caminho de cruz, mas com plena e total confiança no Pai.

Que esta Páscoa nos encha de confiança no Senhor, pois apesar dos dias difíceis que ainda teremos podemos proclamar: “O Senhor ressurgiu realmente, Aleluia, Aleluia”.

“A luz do Cristo que ressuscita resplandecente dissipe as trevas de nosso coração e nossa mente” (Sábado Santo).

Vamos, cada um de nós, presentear a todos, com o melhor e mais belo presente que podemos oferecer nesta hora: a nossa oração e súplicas ao Pai por saúde e paz a todos sem exceção.

DESEJO A VOCÊ E SUA FAMÍLIA, UMA ABENÇOADA PÁSCOA DA RESSURREIÇÃO.

Artigos relacionados