22 de abril de 2021
Portal da Diocese de Cachoeira do Sul Rs

A ESPERA

A ESPERA

Mons. Elcy

A espera sadia se abaliza na virtude da esperança. Não gostamos de esperar, para ser atendidos nas lojas, nos consultórios, nas paradas de ônibus, num atendimento qualquer. Porém, a nossa vida é semeada de esperas, mesmo antes de nascer. Os pais esperam, nove meses, o filho, com o tempo estendido pela ansiedade de ver o rosto do seu rebento. A criança espera crescer, o adolescente espera juvenecer, o jovem amadurecer e o idoso espera viver muitos anos.

A humanidade, com ansiedade, nos tempos bíblicos, esperava o Salvador. O profeta clamava: “(Is 63,19). Céus, destilai orvalho lá do alto; nuvens, fazei chover o Justo”. O velho Simeão pediu a Deus que não morresse antes de ver o Emanuel. O povo hebreu aguardava ansioso o Messias prometido após o pecado no paraíso.

O tempo do “Advento” de Jesus se molda na espera ativa, cada um fazendo sua parte, não se acomodando, mas se dinamizando como Maria e José, os Pastores e os Magos do oriente. A espera passiva é sinal de incompetência, de preguiça contumaz, de acomodação nociva numa falsa área de conforto.

A espera de Jesus, num advento fértil, busca, no exemplo de João Batista, o modo certo como concretizar a virtude da esperança. A Igreja, na sua maternal sabedoria conduz este tempo de advento, se paramentando da cor roxa, símbolo de penitência. João batizava o batismo de penitência para que purificados dos pecados, recebessem o prometido de Deus. Então, para sintonizar com o projeto divinal, para acolher o Messias, é necessária a purificação. As águas do Rio Jordão, como lavava o corpo, lavava, simbolicamente, a cegueira que impedia ver o esperado. A purificação oportunizava o reconhecimento do Salvador.

A eficácia do Natal é do tamanho da sua preparação. A participação nos méritos do Salvador, para edificar a salvação, depende de Você, porque Deus não se nega fazer a parte Dele. Deus trindade entrará, na sua vida, pela abertura que Você lhe oportunizar: “Eis que estou à porta e bato, se você abrir, entrarei e cearei consigo” (Ap. 3,20).

Artigos relacionados