EU NÃO QUERO SER O QUE NÃO SOU

EU NÃO QUERO SER O QUE NÃO SOU

Mons. Elcy

 

Eu não quero ser o que não sou! Não significa, esta afirmação, que não queira a perfeição, nem que esteja contente com minhas falhas na execução da minha vocação. Sei que fui chamado à vida com uma finalidade. Eu li os objetivos de minha existência e a finalidade da minha vida no livro das minhas potencialidades e dos meus limites. Meus talentos apontam a direção a ser tomada!

Para chegar à conclusão que cheguei, de não querer ser outro, como qualquer outro, mas ser eu mesmo sem tirar nem pôr, me baseei na fé. No Evangelho segundo Mateus 25,14-30, tenho a revelação da minha dotação, pelo Criador, de talentos personalizados que devo concretizar. A atualização destes dons me faz feliz e realizado, sem carecer de me enciumar dos dons alheios.

Não quero ser médico, mas admiro o médico em suas capacidades de ser a presença curadora de Deus na sociedade. Não quero ser advogado, mas valorizo aqueles que ajudam construir a justiça. Não quero ser jogador de futebol, porque minha limitação bate palmas aos que são capazes de serem quase ilimitados.

Não quero ser como ninguém, apenas eu mesmo, sem inveja, sem desejar dons alheios, sem me sentir menor ou inferior a qualquer um da espécie humana, mas quero sim construir o edifício da minha personalidade nas capacidades emanadas da Providência divina, no sacerdócio que abracei.

Quero seguir minha religião, entre todas as outras que respeito, seguir o cristianismo na forma católica, respeitando outras denominações do mesmo seguimento de Jesus. Esta é minha opção, tão bela quanto a sua escolha! Importa seguir O Caminho chamado Jesus e manter nele a minha fidelidade de caminhante no rumo da casa do Pai.

É por tudo isto que não quero ser o que não sou! Me sinto bem assim!