Cachoeira do Sul ,Quinta-Feira 18 de janeiro de 2018

Dom Remídio, é sepultado na Catedral após celebração das exéquias

Sepultado neste domingo na Catedral Nossa Senhora da Conceição o bispo Dom Remídio José Bohn, 68 anos, que faleceu sabado. Emoção, reconhecimento e gratidão foram expressões utilizadas nas manifestações do clero,  na homenagem a Dom Remídio, que foi sepultado após a missa em uma cripta construída na Catedral.Com a presença de todo o clero da diocese, e dos arcebispos de Porto Alegre, Dom Frei Jaime Spengler e de Santa Maria, Dom Hélio Adelar Rubert e ,tambem os bispos do município de Borba, no Amazonas, Elói Roger; de Sinope, no Mato Grosso, Canísio Klaus; de Porto Alegre, Leomar Brustolin; de Cruz Alta, Adelar Baruffi; de Passo Fundo, Rodolfo Luís Weber; de Bagé, Gílio Felício; de Santo Ângelo, Liro Vandelino Meurer; de Uruguaiana, José Mário Angonesi e de Santa Cruz do Sul, Aloísio Roberto Dilli.

A irma, Jacinta Bach, da cidade de Feliz, onde Dom Remídio foi velado, veio a Cachoeira do Sul com sete irmãos e sobrinhos. comentou, que o irmão era uma referência para a família.

Dom Irineu Wilges, bispo emérito de Cachoeira do Sul, a quem Dom Remídio foi sucessor, afirmou que “um companheiro, um amigo, um exemplo seguiu outro caminho, mas deixou um legado de amizade, de incentivo e de amor às ações sociais”.

A celebração das exéquias , iniciou às 18h30min, na Catedral, pelo arcebispo de Santa Maria, Dom Hélio Adelar Rubert. Todos lembraram a dedicação do bispo e até contaram fatos como o de que ele gostava de jogar tênis e sempre tinha uma palavra de incentivo a todos.

Nota da CNBB Sul 3

Com pesar comunicamos que dom Remídio José Bohn, bispo da Diocese de Cachoeira do Sul, e que foi bispo referencial do vicariato de Guaíba entre os anos de 2009 a 2012, faleceu neste sábado (6) após enfrentar um tumor no pâncreas e passar por tratamento, onde ficou internado no Hospital São Francisco, do Complexo Santa Casa de Misericórdia, em Porto Alegre. O óbito ocorreu no fim da tarde, no Lar Sacerdotal de Gravataí.

O clero, os consagrados e o laicato são convidados a participar, neste domingo, 7 de janeiro, das celebrações de sufrágio e gratidão a este bom pastor que agora repousará nos braços do Pastor Eterno”.

“Que o Senhor o acolha entre seus eleitos, pois cremos na ressurreição!

diocesenet