Cachoeira do Sul ,Quinta-Feira 18 de janeiro de 2018

NÃO VOTE NELES!

NÃO VOTE NELES!

Mons. Elcy

A legítima defesa determina que tenhamos a melhor arma para nos defender. Diante do agressor que tolhe nossa liberdade de viver, nossos direitos constitucionais, podemos e devemos estar armados até os dentes. Não significa, diante do genocídio nacional, que nos municiemos de metralhadoras, mas regularizemos nosso título de eleitor e por ele excluamos o bando de ladrões, falsificadores ou qualquer meliante detentor de ficha suja.

Para simplificar: Não vote em quem está com exercício negativo, no congresso nacional: ele apenas pensa nele e como continuará metendo a mão no seu bolso. Vamos renovar! Não vote nele!

Como cidadão, defensor de meus irmãos brasileiros, repudio os meliantes da Câmara dos Deputados e do Senado Nacional. Nenhum deles terá o privilégio do meu voto. Conclamo você para que faça o mesmo. Não devemos repetir erros anteriores levados pela lábia destas serpentes traiçoeiras que desconhecem ou não querem conhecer ou se fazem de cegos e surdos à verdade gritante que os envolve. São filhos das trevas e querem semear a escuridão para melhor surrupiar. Não vote neles!

Os que ontem eram situação, hoje são oposição. A Mesma matéria que desejavam aprovar, agora se negam fazer, porque estão do outro lado. E o povo, que representam, não é levado em conta; só conta o interesse particular da sigla ou das malas, sacolas, cuecas e meias. Não vote neles!

Os privilégios são um atentado anticonstitucional. Diante da lei todos são iguais, e eles fazem com que alguns sejam “mais iguais” que os outros, quando eles deveriam ser os mais transparentes de todos, porque estão no congresso em nosso nome. Eles nos desrespeitam: Não vote neles!

Arme-se, até os dentes, com seu título de eleitor e dê um jeito melhor nesta Nação sofredora. Não vote neles!

diocesenet