Free WordPress Themes
Cachoeira do Sul ,Segunda-Feira 24 de Julho de 2017

Matriz de Santo Antônio

         Matriz de  SANTO ANTÔNIO

Para ver mais:

CLIQUE AQUI

Fundada em 31.12.1958

Fone: 0xx51 3722 2184 e 3723 1383
Rua Ernesto Barros, 1325 – Bairro Santo Antônio
96506-311 – Cidade de Cachoeira do Sul – RS

E-mail:psantonio1325@gmail.com

 

 

Secretária: Mariana Carniel Ferreira

 

PADRES RED

HISTÓRIA


PADRES RENTORISTAS

         No dia 18/11/1921, chegaram os primeiros redentoristas a Cachoeira. Vieram a convite de Dom Miguel de Lima Valverde, então bispo de Santa Maria.

         Durante cinco meses, ficaram instalados numa pequena casa, junto a então Capela de São José. A 02/05/1922, mudaram-se para o “Império”, antigo salão de festas do Divino, da Paróquia Nossa Senhora da Conceição.

         Nesse espaço de tempo, a 02 de fevereiro, os redentoristas adquiriram um terreno, do qual 667,60 m² (seiscentos e sessenta e sete metros quadrados e sessenta centímetros) foi doado pela proprietária – Dona Antônia Carolina de Fialho –  para a construção de “uma capela em honra de Santo Antônio.”

         Em 1927, foi iniciada a construção da capela, sendo abençoada dois anos depois (1929), e utilizada para atender o povo.

         Em dezembro de 1933, foi lançada a pedra fundamental da Igreja; foi abençoada e inaugurada no dia 31/10/1937, embora ainda não estivesse totalmente concluída. O projeto da Igreja foi feito pelo pintor, poeta e arquiteto José Lutzenberger, pai do ecologista José Lutzenberger. Seu estilo é barroco-bávaro.

         A 14/10/1957, foi assinado convênio entre a Mitra Diocesana de Santa Maria e o Superior Provincial dos Redentoristas, transformando a Igreja, que era somente conventual, em sede de paróquia, desmembrada da Paróquia Nossa Senhora da Conceição. A data oficial de criação da nova paróquia foi 31 de dezembro de 1958, tendo sido instalada solenemente e dada posse ao primeiro pároco no dia 1º de janeiro de 1959.  

 

PÁROCOS REDENTORISTAS
1º) Pe. Oscar Krindjes (01/01/59 a 31/12/59)   7º) Pe. Odilo Hackenhaar (02/02/75 a 07/02/76)  
2º) Pe. Ibanez Camargo (01/01/58 a 27/01/62)   8º) Pe. Olindo Antônio Zanini (08/02/76 a 13/01/79)  
3º) Pe. Luiz Pessi (28/01/62 a 05/01/64)   9º) Pe. Oscar Schneider (14/01/79 a 02/01/82)  
4º) Pe. Henrique Jacobi Strehl (06/01/64 a 28/07/67)   10º) Pe. Antônio Schneider (03/01/82 a 29/12/84)  
  5º) Pe. Aldérico Rossoni (29/07/67 a 31/01/69)   11º) Pe. Cláudio José Steffens (30/12/84 a 04/12/87)  
 6º) Pe. Ely Luiz Nodari (01/02/69 a 01/02/75)   12º) Pe. Renato Tonon (05/12/87 a 11/09/94)

        Observação: Pe. Renato, gravemente doente, foi levado para Porto Alegre no dia 11/09/1994, tendo falecido lá mesmo vinte dias depois. Em seu lugar, assumiu Pe. Aloysio Schneider – vigário paroquial – até a saída definitiva dos Redentoristas no dia 22/12/1994.

         Até a chegada dos Palotinos (02/03/95), a paróquia ficou a cargo de Pe. Elcy Arboitte (Coordenador Diocesano de Pastoral) e de Dom Ângelo Salvador – Bispo Diocesano.  

Chegada dos Palotinos

         Após 73 anos em Cachoeira, dos quais 36 anos à frente da Paróquia Santo Antônio, os Redentoristas se despedem da cidade no dia 22/12/1994.

         A convite insistente de Dom Ângelo Domingos Salvador – Bispo de Cachoeira – a Sociedade do Apostolado Católico  (Padres e Irmãos Palotinos ) – SAC aceitou assumir a paróquia.

         No dia 02/03/1995, chegam os primeiros palotinos, instalando-se precariamente no antigo convento dos Redentoristas, local onde também funcionava a secretaria paroquial, uma vez que a paróquia nunca teve casa paroquial.

         Três dias depois (05/-3/1995), Dom Ângelo dá posse aos Pe. Gentil Lorenzoni e Pe. Sérgio Lasta, como pároco e vigário paroquial, respectivamente da Paróquia Santo Antônio. Somente no dia 12/05/1995, Pe. Gentil e Pe. Sérgio se mudam para uma casa em melhores condições.

Um ano depois Pe. Sérgio Lasta foi transferido para Santa Maria a fim de assumir o trabalho que o recém-falecido Pe. João Tomasi desempenhava no Colégio Máximo Palotino. Pe. Jair Zemolin Giuliani veio substituir Pe. Sérgio como vigário paroquial da Santo Antônio, tendo tomado posse dia 23/02/1997 no mesmo dia da despedida de Pe. Sérgio.

         Pe. Gentil Lorenzoni é chamado para a Missão na África (antigo sonho seu). Ele se despede da paróquia no dia 09/08/1997, e assume como pároco da Santo Antônio o Pe. Paulo Alécio Engerroff, no mesmo dia.

         Pe. Jair Zemolin Giuliani é transferido para Rondônia no dia 26/02/2000. em substituição a ele vem para a Santo Antônio Pe. Clarindo Redin cuja posse se dá no dia 05/03/2000.

Nosso 14º pároco e o segundo palotino, Pe. Paulo Alécio Engerroff é transferido para Porto Alegre. Sua despedida acontece no dia 08/02/2003. Pe. Erno Schlindwein, tomou posse no dia 16/02/2003 como o 15º pároco da Paróquia Santo Antônio, sendo o 3º palotino.

 

PÁROCOS PALOTINOS

VIGÁRIOS-PAROQUIAIS – PALOTINOS

  • 01. Pe Gentil Lorenzoni
  • 02. Pe. Paulo Alécio Engerroff
  • 03. Pe. Erno Schlindwein
  • 04. Pe. Luiz Costa Leite
  • 05. Pe. Ademir Alves Moreira
  • 06. Pe.  Valdecir Luiz Felippe
  • 01. Pe. Sérgio  Lasta
  • 02. Pe. Jair Zemolin Giuliani
  • 03. Pe. Clarindo Redin
  • 04. Pe. Nereu Borin
  • 05. Pe. Jerônimo Brixner
  • 06. Pe. Claudemir da Rocha Lima
  • 07. Pe.  Jocemar Malinoski

 


wordpress